Ilha dos Arvoredos - Guarujá - SP

 

a Ilha dos Arvoredos, localizada a 1,6 quilômetro mar à dentro, em frente à Praia de Pernambuco, no Guarujá, litoral do Estado de São Paulo.

Palco de experimentos inovadores e excentricidades, a ilhota parece cenário de filme de ficção dos anos 60 e 70, justamente a época em que a maior parte de sua estrutura foi edificada. Localizada a 1.600 metros da praia de Pernambuco e formada por um bloco de rochas de 37 mil metros quadrados e 28 metros de altura, com algumas árvores sobre os rochedos, a ilha foi cedida, em 1950, ao santista Fernando Eduardo Lee.

Ilha dos Arvoredos

Na Ilha dos Arvoredos os sonhos do engenheiro Fernando Eduardo Lee, que recebeu a concessão da Ilha para fins científicos, foram se realizando, filho de imigrantes norte-americanos, dedicou mais de 40 anos ao local. Visionário, Lee tornou a ilha auto-suficiente em água potável e energia, sendo pioneiro no País na utilização de energia eólica e solar. Ele dedicou boa parte de sua vida às pesquisas científicas nos 37 mil metros quadrados da Ilha, onde instalou toda uma infra-estrutura que a deixou auto-suficiente em água potável, geração de energia e alimentação.

Atualmente, a Ilha dos Arvoredos possui sistemas de energia eólica, que gera energia a partir da força dos ventos, e de energia térmica, com a utilização de placas termovoltáicas, o que faz com que a ilha seja independente em termos de energia.

Além das pesquisas nas áreas de tecnologia, Fernando Lee desenvolveu experimentos em fauna e flora, transformando o que era antes um rochedo, em uma "Ilha Encantada", com diversas espécies, algumas até mesmo raras, de animais, pássaros e plantas.

Para dar continuidade aos projetos científicos implantados na Ilha dos Arvoredos, Lee, aos 80 anos, criou em 1984 a Fundação Fernando Eduardo Lee. Isso não impediu, porém, que o projeto entrasse em decadência, sobretudo após a morte de seu idealizador, em 1994. A Universidade Associação de Ensino de Ribeirão Preto (Unaerp) incorporou a Fundação em 1997, quando iniciava o processo de instalação de seu Campus Guarujá, tendo iniciado a restauração e recuperação da ilha, dando continuidade ao sonho do seu fundador.


Fonte: Fundação Fernando Eduardo Lee - editora Pini
Beach & Co - A Revista do Litoral nº27 - 2004 - Suplemento Especial do jornal Costa Norte
O Estado de São Paulo - 30 de novembro de 2002
Organização: Professor Silvio Araujo de Sousa - Escola estadual Prof. Renê Rodrigues de Moraes - Guarujá