Guarujá - Ilha da Moela

Prof. Silvio Araujo de Sousa - E.E. Prof. Renê Rodrigues de Moraes -  Contato, colaborações, sugestões e correções

ilha da Moela A ilha da Moela é uma concessão da marinha, situada a aproximadamente 2,5 km da costa, no Guarujá , litoral de São Paulo. É visível principalmente das praias de Pitangueiras, Astúrias e Tombo. Também é ponto de referência para navegantes que se aproximam em direção ao Porto de Santos. Tem esse nome devido ao seu formato, similar a uma grande moela de galinha.
Com uma área de 266.000 metros quadrados, esta geograficamente localizada a 24º 63' de Latitude Sul e 46º 16' de longitude Oeste (W), altitude máxima de 100 metros. No ponto mais alto foi construído o Farol, uma torre de 10 metros de altura, inaugurado 31 de julho de 1830, o Farol da Ilha da Moela, é um dos 206 da Costa Brasileira e o primeiro a ser construído no Litoral Paulista.
No início eram candeeiros mantidos acesos com óleo de baleia, a partir de 1940, recebeu lentes especiais de cristal, confeccionadas em Londres. Atualmente o sistema é mantido por um gerador alimentado com óleo dieesel, na falta de energia o sistema pode ser acionado manualmente por um dispositivo similar ao de um relógio de corda. Sua visibilidade é de 50 quilômetros.
Na ilha além do Rádio farol, é mantido também uma estação de metereologia, cujos dados são repassados para o Centro de Hidrografia da Marinha no Rio de Janeiro.
História
O lugar lembra um sítio, e o combustível chega ao topo da ilha movido por uma bomba hidráulica , uma curiosidade do local é que sempre existiu um animal, uma mula, ou burro, para alguns serviços, como tranporte de tambores de óleo, quando ocorre problemas com a bomba hidráulica e tranporte de outras cargas, a curiosidade é que este animal, ao perceber a aproximação da embarcação da marinha com carga, desembestava pelo meio do mato, somente aparecendo três dias depois. A solução encontrada foi não deixar a "mula" saber da chegada da embarcação, ou amarrá-la no dia anterior. Essa era mula mesmo!!.
Lenda
Diz a lenda que que durante a noite de nas paredes brancas do farol são refletidos vultos de pessoas, que segundo os mais antigos são dos escravos que trabalharam na construção do farol e lá morreram, sendo enterrados longe de sua gente, sempre que tem visitante na Ilha eles querem pegar uma carona para voltar ao continente.


O Farol da Ilha da Moela tem visibilidade para a entrada do principal porto do país - o porto de Santos - auxiliando o seu intenso movimento de navios.
Visão no Google Earth


 
 
 
 
 
 
  Mais informações sobre faróis na costa brasileira consulte:
Fortes e Faróis, livro de Ricardo Siqueira, com fotos e textos.